Contrato de Aluguel: Renegocie o valor da sua moradia

contrato de aluguel
supermercado online

Contrato de Aluguel: Renegocie e reduza o custo da sua moradia

Negociar um novo contrato de aluguel tem relação com um planejamento financeiro mais amplo e importante. No entanto, agora é uma boa hora para você tentar esse recurso!

Fazer um novo negócio com seu contrato de aluguel pode reduzir grandes despesascontrato de aluguel

Esse período de quarentena em virtude da pandemia tem gerado muitas tentativas de refazer o contrato de aluguel, de acordo com a AABIC – Associação das Administradores de Bens Imóveis e Condomínios de São Paulo. Houve renegociação em um quinto das relações de aluguel de todo o estado.

A pesquisa indicou umas reduções nos valores dos aluguéis entre 10% e 50%, por, pelo menos, 3 meses. Muita gente teve sua receita impactada pela crise financeira que também surgiu. Considerando isso, conversar com o proprietário ou corretora para tentar um novo contrato é uma solução bem razoável para ajudar nas contas do orçamento familiar. Porém, essa medida exige que você consiga voltar para as contas normais, após o período de desconto.

Na maior parte dessas tratativas, os novos valores e descontos incluídos no aluguel são temporários e, geralmente, contam com uma reposição desse desconto de maneira parcelada, nos meses seguintes. A ideia é pagar um valor menor agora e maior após para fugir de uma inadimplência.

O número de inadimplentes das contas de aluguel já está próximo dos 3% do total, sendo que estávamos em 1,8% antes do período de contágio do coronavírus, isolamento social e crise financeira, consequentemente. Levando em conta que essa crise começou em março e muita gente conseguiu a renegociação começando em abril, mas por apenas 3 meses, o que podemos esperar de julho e agosto?

Renegocie seu contrato de aluguel: Benefício para locador e locatário

Para quem tem um imóvel desocupado, esse momento significa um prolongamento do período sem a receita do aluguel e com as despesas de condomínio e IPTU. Nesse caso, dar um bom desconto para essa moradia é a melhor opção para o locador, que pode considerar também um pequeno período para essa redução de valor.

O trimestre inicial com o valor reduzido, definidos em boa parte das renegociações do contrato de aluguel, já expirou. É razoável estender esse período promocional? Claro que é! Inclusive para os donos dos imóveis.

De acordo com a SECOVI – Sindicato de Habitação de São Paulo, o mercado dos imóveis está sofrendo retração nesse período, o que é muito plausível, considerando a crise financeira que se instalou. Esses dados ainda ainda indicaram que o prazo para a efetivação desse desconto foi de 27 a 57 dias, a partir da solicitação do morador, em São Paulo. Esse mesmo prazo era de 24 a 49 dias para a mesma época no ano anterior.

Na situação das casas, o período de espera dos moradores para requisitar essa mudança demora de 20 a 53 dias, sendo que no ano anterior, no mesmo período, era de 18 a 43 dias. Essa necessidade de renegociar o contrato de aluguel é uma realidade indiscutível para muita gente. Os locadores e locatários precisam entrar em um consenso para a conclusão.

Mudanças no contrato de aluguel com bom sensoaluguel barato

Assim como uma reavaliação temporária do valor do aluguel, provavelmente haverá um impacto nos contratos de aluguel que serão renovados nesse período. O índice de inflação usado como referência para a avaliação do valor dos imóveis, que geralmente é IGP-M, já é maior que 7% no último ano.

Aqui precisamos usar muito o bom senso para que o possível futuro morador seja bem honesto e claro com o locador. Dessa maneira, o contrato será feito com cláusulas e termos que não serão abusivos nem gerarão algum desconforto.

Do ponto de vista do locador, é muito importante entender que o objetivo é a continuidade dessa relação com o morador, e não o valor total, principalmente no nosso atual cenário. Esse proprietário deve levar em consideração o risco desse negócio não fechar e ele ficar com prejuízo por muitos meses.

No meu ponto de vista, maiores conflitos e abordagens jurídicas precisam ser evitadas, pois, com essa realidade da pandemia, existe o risco uma das partes ficar exaltada e dificultar todo o processo de renovação ou ajuste. 



Solicite a mudança no seu contrato de aluguel antes que seja tarde demais.

Sabemos que é uma situação difícil, mas, se sua renda foi prejudicada, os meses de desconto no aluguel terminaram e você não tem perspectiva de melhora profissional, você deve repensar sua situação. Pode ser pedindo mais tempo com desconto no aluguel ou até considerar procurar outro lugar para morar.

Já o proprietário do imóvel, recomendamos se aproximar e se comunicar constantemente com a imobiliária que cuida do seu bem. Extinguir o contrato, enquanto está vigente, não é uma boa ideia, na maioria dos casos. Isso acontece por conta da multa contratual e pela dificuldade da devolução do imóvel acontecer nas condições esperadas.

Se pensarmos que 70% dos donos dos imóveis tem até 2 propriedades desse tipo, conseguimos perceber que esse bem é muito relevante para sua renda mensal. Isso é mais um motivo para ele ver com bons olhos a negociação para baixar o valor do aluguel, seja temporário ou definitivamente.

Comuniquem-se. Falem um com o outro com transparência e honestidade. Pode ser que a imobiliária ajude você nesse processo, contribuindo com relatos e dados de que estamos passando por um momento difícil e que o imóvel tem sido bem cuidado. Informações sobre o mercado de aluguéis também pode ajudar muito no processo de persuasão do proprietário.

É importante que lembremos que, até nos casos nos quais o contrato de aluguel não tiver sido formalizado, os inquilinos têm muitos direitos previstos em lei. Logo, recomenda-se sempre o processo mais formalizado, com a assinatura de ambos. Os critérios e cláusulas do desconto também devem ser formalizados.

Pra terminar

Negociar um desconto no contrato de aluguel é uma ótima solução para quem não é dono do imóvel no qual mora e teve sua remuneração impactada pela crise financeira. Os termos, o período, o valor descontado e como ele será quitado futuramente são pontos que devem ser conversados com o dono da propriedade, usando a honestidade e bom senso.

Lembrando que essa redução do valor do aluguel também acaba sendo uma solução para o proprietário do imóvel, pois passamos por uma crise financeira séria e ele pode passar muitos meses lidando com despesas como condomínio e IPTU, além de ficar sem qualquer renda. Um movimento muito comum desse cenário é a fuga de grandes metrópoles para municípios menores.

Não podemos deixar de falar de uma maneira bem simples de reduzir bastante suas despesas. Use o app da etanto e economize até 20% nas compras de supermercado!

EASYMARKET SERVICOS DIGITAIS LTDA
CNPJ: 32.313.577/0001-40