Como organizar finanças pessoais? Dicas infalíveis!

como organizar finanças pessoais
supermercado online

Como organizar finanças pessoais?

como organizar finanças pessoaisTer uma boa gestão do dinheiro ajuda muito e é por isso que muitas pessoas buscam saber como organizar finanças pessoais. Tentamos de todas as maneiras possíveis evitar problemas financeiros, pois podem prejudicar nossas emoções, nosso desempenho profissional e até causar grandes danos dentro de nossas casas com as pessoas que mais gostamos. Ainda tem muita gente que acha que o dinheiro é a solução para tudo nessa vida. O que não é verdade. Temos que lembrar que o esse recurso é consequência do sucesso e não a causa.

Muito diferente do que muitos dizem ou do que parece, ter uma situação financeira estável está relacionado à decisões razoavelmente fáceis – principalmente organização e vontade. Começar a se preocupar com como organizar finanças pessoais é um belo começo para que atinja grandes objetivo e realize importantes projetos. Alguns comportamentos simples adicionados à nossa rotina vão nos ajudar a chegar na estabilidade desse importante recurso e, posteriormente, começar a pensar numa rotina de investimentos. Vamos às sugestões:

Importantes dicas de como organizar finanças pessoais

1. Determine uma data de orçamento


Defina uma data específica para avaliar o seu controle financeiro mensalmente. Faça uma planilha que consta aspectos como gastos fixos, débitos, compras eventuais e outros pagamentos. Nesse arquivo, inclua também seus rendimentos, de todas as origens possíveis, como trabalhos a parte e recebimento de aluguéis. Assim, você vai determinar quais são seus limites mensais, de acordo com a sua situação financeira. O recomendado é que você considere de 10% a 20% para reserva financeira ou emergências.

2. Escolha o que mais importa pra você

Se a sua balança financeira estiver negativa (com mais despesas do que receitas), você deve cortar esses gastos o quanto antes. É nessa hora que você terá que definir quais são os bens e serviços mais importantes para você. Esse processo de abrir mão de algumas coisas vai exigir bastante disciplina da sua parte. Essa desafio, se bem superado, será temporário. Repensar seus gastos com restaurantes, roupas e outros gastos desnecessários é uma grande dica de como organizar finanças pessoais.

3. Saiba como gastar seu dinheiro

Muitas vezes pensamos somente em como conseguir muito dinheiro o mais rápido possível, mas não nos preocupamos em como o estamos gastando. E, por mais que sejam coisas bem distintas, a consequência acaba sendo a mesma. Todo mundo já ouviu falar de um empresário, ou jogador de futebol, ou ganhador de loteria que enriqueceu muito, mas conseguiu, ainda assim, falir. Nessas horas, podemos aprender muito com as falhas! Tem muito material com linguagem bem simples pra você estudar evitar erros evidentes.

viajando4. Defina metas para o seu planejamento

Defina uma quantia e data vinculadas a uma meta financeira que você tanto deseja. Adapte seu planejamento para que você consiga poupar os valores necessários para você cumprir essa meta. Se você fosse comprar um apartamento em 2 anos, por exemplo, teria que ver quanto falta e se adaptar para juntar o dinheiro dentro da data que você escolheu.

5. Economize todo mês

Quem pensa em como organizar finanças pessoais, pensa em economizar. Essa reserva vai facilitar muito a sua vida quando acontecer uma emergência ou para uma ocasião específica. Quem realmente se preocupa em ter uma vida financeira estável precisa guardar, pelo menos, 10% dos seus rendimentos.

6. Considere começar a investir

Depois de um certo patamar de controle sobre o seu dinheiro, devemos começar a estudar e considerar entrar no mundo dos investimentos. Isso acontece depois que não atrasamos mais contas, quitamos todos nossos débitos e já priorizamos muito bem em que gastaremos nosso precioso dinheiro. Agora você tem a chance de aumentar o sue número de fontes de renda. Conte com a ajuda de um profissional de economia ou até seu gerente do banco para descobrir qual é o seu perfil como investidor (a), que pode ser arrojado, moderado ou conservador. A partir daí, essa ajuda especializada também vai te ajudar a encontrar as opções mais coerentes com o seu perfil.

7. Evite o endividamento com todas as suas forças

Faça todo o esforço do mundo para fazer suas compras sem parcelar. Esse tipo de hábito vai te ajudar muito a ser mais controlado nos seus gastos, exigindo que você junto a quantia necessária para pagar de uma vez só. Além de evitar o endividamento, essa prática também te ajuda na hora de solicitar descontos na hora da aquisição, independente se você estiver adquirindo uma camisa, viagem ou carro. Pensando em como organizar finanças pessoais, sempre vale a pena pechinchar. Guarde a possibilidade de dividir uma compra em diversas parcelas quando for necessário!

8. Recuse as modalidades de crédito fácil

Ofertas facilitadas para a aquisição de créditos e cheque especial são grandes inimigas para qualquer pessoa que busca uma boa gestão de seus recursos pessoais. As taxas de juros podem ser abusivas, fazendo a dívida crescer rapidamente, para promoter um crédito da maneira mais prática e rápida possível. Dinheiro não cresce em árvore. Então, desconfie quando uma proposta for colocar uma boa quantia na sua conta.

9. Faça uma portabilidade

As pessoas que têm contratos de crédito ou empréstimos podem encontrar bons benefícios ao fazer uma portabilidade. Com esse tipo de atitude, o devedor passa sua dívida para uma outra instituição financeira em busca de aspectos que facilitam a quitação desses valores. É assim que conseguimos condições mais acessíveis para a sua gestão financeira.

10. Seja uma pessoa disciplinada

Nenhuma dessas ótimas sugestões darão certo, caso você não tenha força de vontade para colocar suas finanças em dia. A disciplina é essencial para que você seja fiel ao seu planejamento. Claro que você vai ter que lidar com situações de produtos que realmente vão interessar muito a você, mas lembre-se dos seus objetivos e metas e mantenha o foco.

Aproveite essas dicas de como organizar finanças pessoais e melhore muito a sua situação! Economizar na conta do supermercado também pode ajudar drasticamente. Use a etanto e descubra onde sua lista de compras está mais barata com poucos cliques!

EASYMARKET SERVICOS DIGITAIS LTDA
CNPJ: 32.313.577/0001-40

Poupança em ascensão na quarentena: O que isso quer dizer?

poupança
supermercado online

Poupança em ascensão durante a quarentena: O que isso quer dizer?

As contas da poupança receberam cifras de valores inéditos em plena crise financeira. Como devemos interpretar esse fenômeno? Por quê muitos estão optando por essa modalidade de investimento? Acho que todos sabemos que a poupança é o modelo de investimento mais celebre dos brasileiros, ainda que, por sua rentabilidade, nem devesse ser considerada uma forma de investir interessante para qualquer um.

De acordo com as normas em vigência desde 2012, a poupança rende, necessariamente 70% da taxa selic, que está em torno de 2,25%. Seguindo essa lógica, o retorno da poupança seria de humildes 1,5% ao ano!

Por incrível que pareça, a desinformação financeira ainda leva muita gente a pensar que a poupança é o modelo mais lucrativo e acessível para se colocar seu dinheiro. Dessa maneira, ao se depararem com uma crise financeira e assistindo à queda generalizada do mercado de ações, muitos recorreram ao único investimento que consideram seguro: a poupança.

O crescimento da poupança em tempos de isolamento socialpoupança

No mês de abril de 2020, foram aplicados simplesmente 215,36 bilhões de reais e retirados outros 184,9 bilhões dessa forma de investimento. O resultado disso foi um acréscimo de mais de 30 bilhões nas poupanças do país inteiro, o que é a maior aplicação, desde 1995.

Se pegarmos o ano passado de referência, em todos os 12 meses de 2019, a poupança teve um acréscimo de 13 bilhões de reais. Em apenas um mês o valor aplicado foi maior que o dobro dessa referência. Nesse momento, se somarmos os valores aplicados em todas as cadernetas de poupança do Brasil, chegaremos no estarrecedor número de 881 bilhões de reais, um valor nunca antes atingido. Essas estatísticas sempre são compartilhadas pelas entidades financeiras. No entanto, qual é a informação que isso passa para nós?

Temos que levar em conta a particularidade histórica vivida pelo mundo inteiro. A disseminação descontrolada do coronavírus realmente causou uma crise econômica sem precedentes em muitos lugares, principalmente pelo impedimento de muitas formas de trabalho, em virtude da adoção necessária do isolamento social.

Existe alguma explicação por trás dessa enorme ascensão de um dos investimentos com menor rentabilidade? Pra você é claro ou inexplicável? Existem muitas versões e visões utilizadas para entender esse fenômeno, mas vamos pensar e discutir um pouco esse acontecimento.

O auxílio emergencial ocasionou a ascensão da poupança?

Muitos vinculam essa grande injeção de capital ao pagamento da primeira parte do auxílio emergencial, que foi oferecido pelo governo federal por um programa de pagamentos para trabalhadores liberais, autônomos e outros atingidos profissionalmente pela crise.

Toda essa verba foi inserida na poupança e muitos cidadãos, até agora, não tiveram a oportunidade de sacar para ter o acesso ao dinheiro vivo ou ao recurso para quitar as contas da subsistência dos lares brasileiros.

De acordo com informes da CAIXA, no final de abril, mais de cinquenta milhões de pessoas receberam mais de 35 bilhões em sua totalidade. Como eles receberam esse valor no decorrer do mês, podemos considerar que uma fração desse todo ficou “presa” na poupança e a maioria foi, de fato, transferida pra outra conta ou utilizada, principalmente se pensarmos na situação das pessoas atingidas pela crise financeira.

A poupança recebeu esse dinheiro por termos menos gastos?

Essa explicação também tem sido usada, porém não é o suficiente para justificar uma aplicação tão significativa, considerando todas as pessoas que puderam poupar por manter os seus salários e desempenhando sua atividade de casa.

Com uma situação complexa dessas, realmente esperamos que a grande maioria tenha o bom senso de, caso possa, crie e alimente sua reserva de emergência. No entanto, mesmo assim, a poupança não se tornaria uma boa opção para esse tipo de investimento. Claro que ela é bem acessível e celebre, porém existem formas muito seguras e com maior rentabilidade.

A poupança ficou mais vantajosa nessas circunstâncias?

A poupança teve um comportamento bem interessante no primeiro trimestre de 2020: houve de fato uma rentabilidade maior que a inflação, o que não acontece sempre. Sendo que o dinheiro aplicado na caderneta teve um crescimento de 0,21% e o IPCA, medido pelo IBGE, foi de 0,07%. Considerando apenas o trimestre, claro.

Nessa situação de grande instabilidade das rendas variáveis, a maioria dos investidores foram mais conservadores, em relação a sua carteira, e optaram por modalidades que apresentavam mais segurança e previsibilidade, na medida do possível.

Junto disso, temos outros 2 aspectos: os inúmeros fundos de investimento que apresentaram uma grande queda nos últimos dois meses e os títulos de crédito privado, que, assim como os fundos de investimento, apresentaram queda em março.

No final das contas

Todos os pontos levantados nesse texto podem ser interpretados de maneira parcial. Aquele que adora a segurança e sossego da poupança pode achar que está com a razão, desde o início, e que devemos investir ainda mais nessa modalidade, o que não é verdade.

Já os admiradores de adrenalina e dos altos riscos dirão que esse é o melhor momento para investirmos em modelos de alta volatilidade, pela grande quantidade de pessoas saindo do meio, melhorando as condições de compra. O que você acha?

Outro jeito de “ganhar dinheiro”

Além da poupança, outra forma de investir é saber bem onde gastar seu dinheiro! No que se trata de compras de supermercado, a etanto vai te ajudar a encontrar a loja mais barata para sua lista de compras inteira! Confira e economize cerca de 20% com essa despesa.

Fonte: https://dinheirama.com/caderneta-de-poupanca-cresce-pandemia/

EASYMARKET SERVICOS DIGITAIS LTDA
CNPJ: 32.313.577/0001-40